Bolsonaro confirma que “pode pagar até R$ 1.000” de auxílio emergencial se dinheiro vier do salário dos deputados

O presidente da República Jair Messias Bolsonaro (Jair Messias Bolsonaro) disse nesta quarta-feira (09) que o governo federal continuará prestando socorro emergencial, mas terá algumas novas regulamentações e seu valor diminuirá.

A intenção do governo é continuar a ajudar os mais necessitados e ajudar a restaurar a economia após a devastação causada pela pandemia.

O chefe de estado reclamou com alguns parlamentares que queriam manter a mesada em R $ 600 porque o próximo lote poderia custar R $ 300. O deputado disse que se o dinheiro vier do salário do parlamentar, ele aceitará o pagamento de até R $ 1.000.

“A ideia da equipe econômica e da minha equipe econômica é de 300 reais em duas fases. Um deputado quer 600 reais. Chefe executivo.

Ele continuou:

“Não podemos deixar essas pessoas sem trabalho e assistência. O presidente disse que agora a assistência é limitada.“ Nossa dívida não pode continuar crescendo assim. “

Publicado por DB
Categorias: Auxílio Emercencial